Rio sem Margem

Estou num processo ‘pesado’ de auto conhecimento gerado pela terapia que comecei em Dezembro passado. Fomos parar lá em família, pra acertar uns ponteiros soltos do relacionamento familiar, mas a coisa evoluiu para sessões individuais, e aí então : meu mundo se abriu!

Tenho achado incrível o que um bom direcionamento e auxílio podem fazer por nós independente do momento em que nossas vidas se encontram. E indicado a Drª Ivonete para vários amigos (as) que eu acho que ela seria capaz de ajudar. De fato, se eu pude$$se, pagaria as sessões para alguns deles com o maior prazer! Enfim…

E desde então venho remoendo questões que começam no cunho familiar mesmo, passando pelo emocional e terminando marcantemente no pessoal. Enxergo claramente agora meu padrão de atos, repetição de ‘erros’, aparente dificuldade na mudança de certos hábitos, e as razões da existência de cada um desses. Mas o mais importante: conseguindo alcançar mudanças significativas, se não às vistas de quem está ‘fora’, bastante pra mim, que vejo de ‘dentro’.

Sei exatamente o como e o que preciso fazer nesse momento importante de transição, finalmente, pra vida adulta. Eu estava, conscientemente mas disfarçadamente também, tentando me prender à adolescência, por medo e um pouco de por falta de auto estima também, me privando dos benefícios de responder pela própria vida e de fazer as minhas próprias escolhas.

Mas é chegada a hora de tomar as rédeas desse rio sem margem que tem sido desde que me percebo por gente. Não é fácil, principalmente, pr’àqueles que estão acostumados à reger meu curso, mas desvinculamentos necessários à parte, será o melhor pra MIM, e já passou da hora de eu pensar e agir mais em benefício próprio do que alheio, por mais que goste e/ou respeite cada um de quem tenho que me soltar…

É clichê, mas é uma das verdades que mais prezo na vida: ela é curta. E tem passado cada vez mais rápido. Olha esse ano que ainda parece uma ressaca de réveillon já nos fazendo pensar mais uma vez nas mudanças e promessas do Ano Novo! Tenho 2010 como um ano de preparação. Mais psicológica do que qualquer outra coisa. Pra tudo o que eu ainda não planejei à fundo pro futuro, mas de tudo que eu tenho certeza absoluta que está lá na frente, esperando por mim… Porque, cito o Dedé aqui de novo: O melhor está por vir. E eu agora, tenho a gana de buscar!!

Anúncios

Uma resposta para “Rio sem Margem

  1. Ei sininho adoro os seus desabafos sinceros no seu blog e admiro a sua maneira de relatar fatos, sentimentos e incertezas que sao tao comuns na vida de muita gente! Eu por exemplo estou passando pela mesma fase…aprendendo a ser mais independente, me despreendendo de amigos que no fundo so querem te sugar e nao acrescentam em nada, parando e respirando para pensar no que eu realmente acho que e melhor pra mim e tb me despedindo desse mundo cor de rosa da adolescencia mas sem perder as cores! hehehehe espero que ano que vem seja um ano de realizacoes para todos nos! Fe Melo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s